Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

Você conhece o Recife?

Recebi esta mensagem de uma amiga, achei tão bacana que a reproduzo aqui, não sei de quem é a autoria...


Feliz Natal no Recife Com os verdes ramos do ARRUDAe lindas flores de CAJUEIRO colhidas na VÁRZEA, desejamos Esperança para os AFLITOSe consolo no Amor ao repicar dos sinos na TORREdessa nova era. Para as famílias desejamos uma linda CASA AMARELAno campo, com uma BOA VISTAdas montanhas e do PRADOe um gracioso regato de ÁGUA FRIAcorrendo em seu quintal, e que também seja uma CASA FORTE. Que jamais estejamos AFOGADOSem nossas angústias, nem atolados no BARROlodoso de nossos conflitos, mas que sempre tenhamos a convicção inabalada de MADALENA, para tomarmos a decisão correta na ENCRUZILHADAde nossas vidas e a devida cautela no ESPINHEIROdas nossas dúvidas. Aos que partem, BOA VIAGEM, aos que chegam, a alegria de podermos compartilhar juntos uma NOVA DESCOBERTAnessa aventura da vida, como verdadeiramente DOIS IRMÃOS, após um merecido descanso nas AREIASbrancas à sombra de uma JAQUEIRA

Artes Visuais - Carlito Carvalhosa no MoMa

Hoje escrevo sobre um artista visual brasileiro - Carlito Carvalhosa - do qual tomei conhecimento recentemente, através de matéria divulgada no Caderno C, o caderno cultural do Jornal do Commercio, de Recife, de 04.09.11. O jornal divulgou a primeira exposição do artista (Set/2011), no Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, o famoso MoMA. A  obra exposta, A soma dos dias, trata-se deuma instalação sonora monumental, exposta em 2010 na Pinacoteca do Estado de São Paulo, que reinterpreta os conceitos de espaço e tempo. 
A obra: duas espirais de tecido branco, levíssimo e translúcido, ligadas entre si, formam um labirinto circular por onde o visitante circula. Possui um sistema de captação do som ambiente que vai se acumulando e se modificando com a soma dos dias. Microfones colocados em partes diversas da instalação gravam o som ambiente de cada jornada. No dia seguinte, esse material gravado é divulgado por alto-falantes. A gravação de cada novo dia se sobrepõe  ao dia anterior, criando …

Etimologia - Sílfide

As sílfides são personagens da mitologia gala que habitam o ar e as águas. O nome sílfide deriva-se do francês sylphide, palavra cunhada por volta de 1670 pelo estudioso francês Bernardo de Montfaucon, porém a palavra original proveniente da crença pré-romana nesses seres etéreos, era sylphe, termo que foi retomado e divulgado no século XVI por Paracelso. Desde o século XIX, vem sendo usado para referir-se à mulher esbelta e magra, provavelmente devido ao traje típico das dançarinas de balé, cujo uso se generalizou desde 1832, quando a bailarina Maria Taglione o estreou no balé La sílfide.

Fonte: elcastellano.org



Palavra ao acaso - Idiossincrasia

A palavra idiossincrasia  origina-se do grego idiosugkrasías. Substantivo feminino. Temperamento especial de cada indivíduo (relativo à influencia que nele exerce o que lhe é alheio). Maneira de ver, sentir, reagir, peculiar a cada pessoa. (É uma disposição do temperamento, da sensibilidade, que faz com que um indivíduo sinta, de modo especial e muito seu, a influência de diversos agentes).
Fonte Priberamon e dicio

Fotógrafo - Joel Dousset

Some stuff on her head., a photo by entrelec on Flickr. Compartilhando esta interessante imagem que, acabo de perceber, é a minha publicação número 500! Puxa, conseguir chegar em meio milhar de publicações, em quase três anos de Blog, não deixa de ser uma proeza! :))

Palavra ao acaso ~ Diletante

Diletante (italiano dilettante). Adjetivo. 1. Amador de uma arte. 2. O que é entendedor apaixonado de uma arte ou a ela se dedica por gosto, especialmente à música.


Fonte: Priberam On-Line

Etimologia ~ Trabalho

Se o trabalho é para você uma tortura, saiba que se trata de um conceito tão antigo como a própria origem da palavra, que não provém do latim labor, que nos deu labor, laborável e laboratório, mas de tripalium, que era o nome de um temível instrumento de tortura.
Tripalium (três pólos) é uma palavra do latim vulgar do século VI de nossa era, época na qual os réus eram amarrados a um artefato com esse nome, uma espécie de cepo formado por três madeiras cruzadas onde ficavam imobilizados enquanto eram chicoteados.
De tripalium derivou inicialmente tripaliare (torturar) e, posteriormente, trebajo (esforço, sofrimento, sacrifício). Trebajo evoluiu para trabalho, vinculando-se pouco a pouco com a ideia de labor. A mesma coisa aconteceu em francês, língua na qual tripalium resultou em travail (trabalho), vocábulo a que os ingleses deram a forma travel e um novo significado, associando-a primeiro à ideia de 'viagem cansativa' e, mais tarde, simplesmente a 'viagem'.

Fonte: elcast…

Palavra ao acaso - Utente

Utente (latim utens, -entis). Que ou aquele que usa ou que tem o direito de usar. = utilizador.


Fonte: Priberam On-line

Museu de Arte Moderna de Paris

O Museu de Arte Moderna de Paris foi inaugurado oficialmente em 1961. Funciona no nº 11 da Avenida Presidente Wilson, entrada gratuita, acesso pelas estações de Metrô Alma Morceau ou Iéna. Aqui se pode apreciar obras de Matisse, Picasso, Fernando Léger, André Dérain e muitos outros grandes artistas. Eu escolhi mostrar as imagens de Bernard Buffet, que não era meu 'conhecido', cujo estilo me parece bem interessante. O MAC-Paris fica ao lado do Palácio de Tokyo, o templo parisiense da Arte Contemporânea.

Fotógrafa - Enza Bianchimani

cicatrici / scars, a photo by bianchimaniv on Flickr. Compartilhando esta linda imagem da italiana Enza Bianchimani!

Palavra solta ~ Puteal

PUTEAL (do latim putealis, -e). Substantivo masculino. Pequeno muro de pedra, em volta da boca do poço. = BOCAL.


Arte Contemporânea ~ Rosemarie Trockel

Rosemarie Trockel, artista plástica alemã de renome mundial, vive em Colônia, Alemanha. Trabalha com várias linguagens, tais como fotografia, desenho, escultura, objetos, vídeos e instalações. Desde sua primeira exposição individual, em 1982, em Colônia, seu trabalho despertou grande atenção, principalmente nos Estados Unidos. Em sua obra, a artista  aborda questões como o machismo, a produção cultural e os sistemas, incluindo o papel do curador, museu e galeria que determina autoridade e conceitos administrativos da realidade e representação, e a dominação masculina política e artística.


A artista mistura o lúdico do objeto à la Duchamp à uma abstração fria de formas, numa ambivalência entre posições socialmente críticas e citações irônicas relacionadas à história da arte, compondo assim a estratégia de trazer à tona o trivial. Ela tem ainda outras obsessões, através de imagens de ovos de galinha em desenhos, vídeos, colagens e fotos, e está sempre relembrando as artimanhas implícitas…

Moda - Alexander McQueen - Verão 2012

Alguns modelitos da coleção Verão 2012  mostrados em Paris.
Fotos: Márcio Madeira
Fonte: VOGUE

Etimologia - Rinoceronte

O rinoceronte é, certamente, um animal estranho, tão estranho como seu nome, a ponto de que durante muito tempo, até o final da Idade Média, muitos europeus pensavam que não existia, que era uma invenção fantasiosa dos viajantes que visitavam terras remotas, nas quais tudo era possível ou, pelo menos, assim acreditavam. Contudo, os antigos gregos já sabiam dele e o haviam chamado rhinokheros, rinokherontos, nome formado por rhinos (nariz) e kheras (chifre), em alusão ao chifres que o rinoceronte tem em cima do focinho, que talvez tenha sido a inspiração para o mito do unicórnio. São cinco as espécies conhecidas deste animal: da Índia, conhecido como Rhinoceros unicornis; de Java, o Rhinoceros sondaicus; de Sumatra, Dicerorhinus sumatrensis; rinoceronte branco africano, chamado Ceratotherium simum, e africano negro de dois chifres, classificado como Diceros bicornis. O leitor pode se surpreender ante o nome bada ou abada, pelo qual era chamado antigamente o rinoceronte e que hoje é pouc…

Fotógrafo - Juan Carlos Bulas Osorio

playas de TJ, a photo by Jcarlosbulas on Flickr. Compartilhando esta linda imagem de uma praia em Tijuana, Baixa Califórnia, México!

Fotógrafo - Miguel Buenaventura

Relax, a photo by miguelbuenaventura on Flickr.

Etimologia - Sonho

O castelhano tem duas palavras homônimas com significados diferentes, embora não muito distantes: sueño (sonho) para designar o ato de dormir e sueño como representação dos eventos e imagens na mente de quem dorme. Ambas provêm do latim, a primeira de somnus, e a segunda, de somnium. Esta equivalência não ocorre nas demais línguas românicas: em português e em galego distinguem-se sono sonho (em galego soño); em catalão son somni; em francês, o ato de dormir é chamado sommeil e o de sonhar, rêve; em italiano, ambas as ideias se expressam como sonno sogno. No entanto, observa-se que é frequente, pelo menos no catalão, que haja transgressões à oposição entre esses vocábulos. A tentativa mais conhecida para contornar a confusão causada pela homonímia destes dois conceitos observa-se na tradução espanhola das obras de Sigmund Freud, na qual o tradutor Luis Lopez-Ballesteros de Torre usou sueño para referir-se ao ato de dormir e ensueño para mencionar o ato de sonhar, tão importante n…

Artes Visuais - Nelson Leirner

Nelson Leirnernasceu em São Paulo. Vive e trabalha no Rio de Janeiro. Utiliza-se de diversas linguagens e suportes, nos quais afirma a sua posição irônica em relação ao sistema da arte ou da instituição arte na sociedade contemporânea. Produz uma obra marcadamente política e contestatória, na qual humor e crítica andam juntos. Com freqüência cria construções que escapam a qualquer norma de classificação. A obraSão Cristovão, da série Ai like Disney end Disney laikes mi  apresenta cento e dez figurinhas em dez linhas, cada linha com onze figuras, construídas a partir de uma imagem de São Cristóvão, representada pelo santo atravessando um rio, carregando o Menino Jesus sobre o ombro esquerdo. O artista, porém, substituiu as cabeças do santo e do Menino Jesus por cabeças de personagens de histórias em quadrinhos e desenho animado, tais como, Mickey e Pato Donald (personagens de Disney) e Mônica, Cebolinha, Cascão (de Maurício de Sousa), bichos, monstros, princesas e bonecas.
MAMAM = Museu …

Moda - Comme des Garçons.

Comme des Garçons é uma marca japonesa de alta costura criada pela estilista Rei Kawakubo, em 1969. A marca foi lançada em Tóquio e a empresa foi criada em 1973 no Japão. Comme des Garçons fez sucesso desde suas primeiras coleções femininas, em 1970. Em 1981, o lançamento da marca em Paris provocou grandes polêmicas em torno da utilização preponderante do preto e de tecidos inusuais bem como da perfuração voluntária das roupas, como se fossem usadas.  A coleção Comme des Garçons da Primavera-Verão de 1997 marcou o mundo da moda com seus tecidos grossos e formas improváveis. Essa coleção foi fruto de uma parceria entre Rei Kawakubi e o coreógrafo americano Merce Cunningham. Comme des Garçons lançou sua primeira coleção masculina em 1978. Possui também uma linha de perfumes unissex e não convencionais, no espírito da marca. A primeira fragância foi lançada em 1994, seguida, em 1998, pelo "antiperfume" Odeur 53, uma mistura de cinquenta e três materiais extravagantes como o carbo…